sobre o livro.

QUANDO TUDO ISSO ACABAR é a publicação sobre a exposição de mesmo nome, da artista e curadora Kamilla Nunes. Após decretado o confinamento no Brasil no início de 2020, por conta do vírus misterioso, Kamilla deu início a uma série de desenhos. Pessoas viraram riscos, retas passaram a demarcar a distância entre os corpos. Saliva, pele, toque. Tudo foi confiscado, de uma hora para outra, como fora da normalidade do convívio, as relações perderam o calor dos abraços. Assim sucederam os meses. Dia a dia, encharcando o pincel em tinta, traçando afetos, protestando imagens no papel, documentando a falta que asfixia, o fato e a vida afetada. Como escolha de ação, a artista desmancha a temporalidade maturada em desenhos, ilustrações e instalações produzidos ao longo desse período. Também é uma forma de tentar diluir o peso da gravidade. Não negá-la. A exposição "Quando tudo isso acabar" reúniu o acervo deste processo e foi a primeira individual de Kamilla Nunes na Helena Fretta Galeria de Arte, em Florianópolis.

Realização | Helena Fretta Galeria de Arte 
Textos | Helena Becke M Fretta,Aline Natureza, 
Sandra Meyer, Debora Pazetto e 
Gabi Bresola e Kamilla Nunes
Projeto Gráfico | Kamilla Nunes
Revisão | Aline Natureza

Baixe aqui a versão digital completa

sobre a autora.

IMG_0104 (2).jpg
Kamilla Nunes
Kamilla Nunes é artista, curadora independente e crítica de arte, mestre e doutoranda no Programa de Pós-Graduação do Ceart/Udesc, graduada em Artes Plásticas pela mesma universidade [2010]. É editora da CAIS Editora e curadora do Memorial Meyer Filho [2008-]. Foi gestora do Espaço Embarcação, em Florianópolis [2015-2018]. Foi curadora do Espaço Cultural O Sítio [2015] e diretora do Instituto Meyer Filho [2010 a 2014]. Foi integrante do grupo de curadoria de Frestas Trienal de Artes [SESC, 2014, Sorocaba] e realizou a curadoria da exposição “Sumidouro” [Laboratório Curatorial da SPArte, coordenado por Adriano Pedrosa, SP, 2012]. É autora do livro “Espaços autônomos de arte contemporânea”, lançado em 2013 através da Bolsa Funarte de estímulo à produção crítica. Atualmente pesquisa e ministra aulas sobre Arte Brasileira Contemporânea e está desenvolvendo um processo de criação que fricciona campos do conhecimento, como a psicanálise e o materialismo histórico, por exemplo. Interessa perceber como os sistemas de linguagens se revelam, quais relações existem, hoje, entre o indivíduo e o coletivo, entre o pessoal e o político. Representada pela Helena Fretta Galeria de Arte.
kamillanunes.com